Análise de Coorte: como este recurso do Google Analytics pode contribuir para o SEO

Densidade de Palavras-chave
Qual é a Densidade de Palavras-chave ideal?
27 de julho de 2015
Pesquisa de Palavras-chave: 4 técnicas (alternativas) para fazer um pesquisa melhor e se destacar da concorrência
26 de outubro de 2015

Não faz muito tempo que o Google Analytics conta com uma versão beta da Análise de Coorte, mas você sabe como que isso pode ajudar a sua estratégia de otimização de sites?

Agora você vai descobrir o quanto a Análise de Coorte pode ajudar os profissionais de SEO a mostrar o valor de aquisição de novos clientes através da busca orgânica – além de pode entender mais facilmente como eles se comportam no site (enquanto visitantes), se engajam com seus conteúdos (enquanto prospects) e terminam convertendo após algum tempo (se transformando em clientes). A análise pode, inclusive, ajudar a visualizar este usuário quando ele não foi convertido através de busca orgânica, mas por outros canais, como Links Patrocinados, E-mail Marketing ou Redes Sociais.

 

Mas o que é, exatamente, a Análise de Coorte?

Antes de qualquer coisa, precisamos entender o que é Análise de Coorte. Uma Coorte consiste basicamente em um grupo de usuários que partilham uma característica comum de uma dimensão do Google Analytics (por exemplo, utilizadores com a mesma data de aquisição pertencem à mesma coorte). O relatório de Análise da Coorte permite isolar e analisar o comportamento deste grupo de usuários.

Ok, agora que já sabemos o que é a Coorte e o que a Análise de Coorte analisa, vamos entender cada uma das opções e relatórios que o Google Analytics nos oferece e como podemos utilizá-los como métricas para o SEO.

 

Configuração do Relatório de Análise de Coorte

Ainda não viu o relatório de Análise de Coorte no Google Analytics? Basta dar uma olhada na aba Público (no menu localizado à esqueda do Dashboard) o menu lateral (na esquerda do Dashboard) e você verá a opção Análise de Coorte. Viu agora? Vamos lá!

Análise de Coorte: como este recurso do Google Analytics pode contribuir para o SEO (Otimização de Sites (SEO) )

O gráfico acima demonstra as Conclusões de Meta em um Intervalo de Datas especificado, agrupadas pela “data adquirida” para os clientes que chegaram ao site através de busca orgânica (o que chamamos de Segmento de SEO Personalizado). Agora vamos entender como chegamos até ai…

 

Criando Segmentos Personalizados de SEO para o Relatório de Análise de Coorte

Para entender de forma mais detalhada o andamento do seu trabalho de SEO, vamos criar um relatório limitado à resultados de usuários que vieram de somente da busca orgânica. Para começar, vamos criar um segmento avançado no Google Analytics. Nunca fez isso antes? Não tem problema: adicione, modifique e remova segmentos usando o painel abaixo.

Análise de Coorte: como este recurso do Google Analytics pode contribuir para o SEO (Otimização de Sites (SEO) )

Comece criando um novo segmento, clique no sinal de mais acima, depois o botão vermelho que diz “Novo Segmento”. A fim de obter uma visualização focada em SEO, vamos olhar apenas usuários provenientes do Google (tráfego orgânico, claro) e criar segmentos separados para usuários de desktop, mobile e tablets.

Vamos criar segmentos com os seguintes critérios:

  1. Tecnologia -> Categoria do Dispositivo contém Desktop (ou Mobile ou Tablet, como veremos);
  2. Fontes de Tráfego –> Meio contém Orgânico;
  3. Fontes de Tráfego -> Fonte contém Google.

Obviamente, para criar os outros 2 segmentos avançados que vamos usar nesta demonstração da Análise de Coorte, basta copiar esta configuração e mudar apenas o critério Dispositivo.

Análise de Coorte: como este recurso do Google Analytics pode contribuir para o SEO (Otimização de Sites (SEO) )

Agora que já temos nossos segmentos avançados, vamos integrá-los ao relatório de Coorte para começar a visualizar dados que vão, efetivamente, nos revelar algo.

 

E o que a Análise de Coorte pode revelar?

Análise de Coorte: como este recurso do Google Analytics pode contribuir para o SEO (Otimização de Sites (SEO) )

No nosso exemplo, eu consigo perceber fatos como:

  • em 14 de Julho de 2015, a busca orgânica trouxe 40 “potenciais clientes” que usaram um computador na hora de acessar o site;
  • 15 destes usuários foram convertidos no mesmo dia, no dia seguinte foram 4, no próximo foram 8, no quarto dia foram apenas 2, no quinto dia nenhum; no sexta dia, 3 conversões e no sétimo dia, 6 conversões.

E aí você pode começar a se perguntar coisas do tipo:

  • “será que eu poderia ativar este público no quarto dia para que ele voltasse a converter?”; ou
  • “porque tive tantas conversões no sexto dia, será que faz parte do ciclo de decisão de compra do meu público?”.

Neste pequeno exemplo ainda podemos perceber que:

  • tivemos apenas 1 conversão proveniente de Smartphone e 1 conversão vinda de um Tablet;
  • ambas com mais de 4 dias de distância da primeira interação.

O que isso pode nos dizer? Será que o conteúdo (ou o mecanismo de conversão) não está mobile-friendly e faz com que o usuário volte depois, com mais calma, para finalizar a ação?

 

E aí, o que mais você consegue descobrir sobre o seu site utilizando a Análise de Coorte?

Essas são apenas algumas das possibilidades que a Análise de Coorte pode trazer para você enriquecer seu trabalho de SEO e torná-lo ainda mais eficaz. E você, o que descobriu com a Análise de Coorte?

Análise de Coorte: como este recurso do Google Analytics pode contribuir para o SEO (Otimização de Sites (SEO) )

Ian Castro
Ian Castro
Ian Castro é CEO e Head of Inbound Marketing na Intermídias, agência digital especializada em Inbound Marketing. Certificado pelas principais plataformas de Inbound Marketing (HubSpot, RD Station e MailChimp) e Mídia Online (Google e Facebook) do Brasil. Pós-graduando em Marketing na FGV e Graduado em Comunicação na Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, sempre esteve imerso no mundo da marketing digital e fundou o blog Intermídias em 2007 como um reflexo da sua prática profissional com comunicação digital e mídias sociais, além dos estudos que desenvolve sobre as possibilidades que o ambiente digital traz a prática publicitária. [currículo completo]

1 Comentário

  1. […] O Google Analytics é uma das plataformas de webanalyics mais usadas do mundo. Ele é fácil de instalar, confiável, frequentemente atualizado e traz uma gama de recursos/filtros que podem ser utilizados para melhorar a sua compreensão sobre os visitantes do seu site e os aspectos técnicos dele – inclusive recursos específicos para e-Commerce, adicionando as relatórios métricas relacionadas à receita. […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *