Por que analisar a profundidade de rolagem da sua página no Google Analytics

Modelo de Atribuição de Conversão: controle melhor o ROI das suas conversões!
27 de novembro de 2014
Dicionário: Termos do universo do E-mail Marketing
25 de Maio de 2015

Já parou para pensar na profundidade da navegação dos usuários na sua página? Com essa informação você pode ver como a rolagem impacta na conversão, no engajamento e em outros comportamentos do visitante no seu site. Existem ferramentas que podem ajudar nessa questão – como o Crazy Egg’s scrollmap feature e o ClickTale’s scroll reach heatmaps -, mas já pensou em como seria ótimo se você pudesse saber o percentual de rolagem vertical da página e visualizá-lo facilmente no Google Analytics? Desta forma, fica fácil centralizar, segmentar e interrelacionar  os dados de webanalytics para entender como seu site realmente está contribuindo para sua estratégia de Marketing Digital. Posto isso, vejamos a seguir as vantagens e benefícios de mensurar a rolagem da página pelo Google Analytics.

Por que analisar a rolagem das páginas? Se soubermos qual porcentagem da página o usuário viu, o que podemos concluir?

A mensuração da profundidade de rolagem da página pode trazer respostas para algumas perguntas que você se depara todos os dias mas não tem certeza de como responder. Veja algumas delas:

– Será que os usuários que veem mais de 90% da página convertem mais do que os outros?

Normalmente você faria um teste A/B, invertendo a posição das informações na página, para chegar a esta conclusão. A partir da mensuração da profundidade de rolagem você já tem este dado sem precisar perder tempo com o teste – ou seja, você pode otimizar a experiência do usuário na sua página constantemente com base nessa análise profundidade VS. conversão.

– Usuários que assistem vídeos tendem a ver a página inteira?

A partir do cruzamento das informações play (evento) VS. profundidade é possível determinar se os visitantes mais engajados e metódicos são aqueles que assistem ao vídeo e querem saber de cada detalhe antes de realizar uma compra.

– Dos usuários que acessam um blog depois de verem a homepage, qual porcentagem da home eles viram? Se houvesse uma chamada (ou call to action) na parte inferior da página, qual porcentagem de usuários veria? Eu deveria considerar movê-lo mais para cima?

Estes são apenas alguns exemplos de perguntas que você pode fazer sobre taxas de otimização de conversões: Para determinar o que é melhor para você, considere fatores como o volume de tráfego do seu site e o comprimento médio de páginas.

Ao fim desse estudo, podemos concluir que os dados da análise da profundidade de rolagem são utilizados para auxiliar a tomada de decisões que otimizem sua estratégia de venda nos pontos mais adequados de cada página. Vivemos em um mercado muito competitivo e cada uma dessas novas métricas e novas formas de perceber a atividade do usuário na página se constitui como uma oportunidade de melhorar sua experiência, aumentar a taxa de conversão do seu site e otimizar o ROI dos seus investimentos on-line. Esse é o trabalho da Salve! Digital, sempre inovando para trazer os melhores resultados para seus clientes, descobrindo novas métricas adequadas a eles.

 

Por que analisar a profundidade de rolagem da sua página no Google Analytics (Inbound Marketing )

Ian Castro
Ian Castro
Ian Castro é CEO e Head of Inbound Marketing na Intermídias, agência digital especializada em Inbound Marketing. Certificado pelas principais plataformas de Inbound Marketing (HubSpot, RD Station e MailChimp) e Mídia Online (Google e Facebook) do Brasil. Pós-graduando em Marketing na FGV e Graduado em Comunicação na Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia, sempre esteve imerso no mundo da marketing digital e fundou o blog Intermídias em 2007 como um reflexo da sua prática profissional com comunicação digital e mídias sociais, além dos estudos que desenvolve sobre as possibilidades que o ambiente digital traz a prática publicitária. [currículo completo]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *